O mais novo estilo da aquicultura (cultivo de peixes, crustáceos, algas ou moluscos) tem ganhado seu espaço na indústria alimentícia e financeira. Chamada de carcinicultura, o cultivo dos camarões é favorecido pelas novas tecnologias de reprodução, pela curta duração do tempo de cultivo, seu preço valorizado no mercado e também pelo clima ameno que ajuda no seu desenvolvimento. 

Segundos os estudos apresentados no começo do ano no painel da  Global Seafood Market Conference (GSMC), a expectativa para a produção mundial de camarão para este ano de 2020 é de 4 milhões de toneladas. Já a produção nacional de camarão vannamei pode chegar a 120 mil toneladas, segundo a Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC).

E a realização dessas expectativas já estão sendo vistas por aqui! Um artigo publicado online pela Notícias e Negócios mostra um crescimento de 11,4% na criação de camarão aqui no Brasil. As comparações feitas para esse estudo são entre os anos de 2017 e 2018, e com relação ao cenário atual de 2020 a porcentagem desse crescimento ganha ainda mais importância. 

Olhando para frente, o negócio parece melhorar a cada ano! De acordo com o artigo da mesma revista financeira, a expectativa é de uma movimentação de 58 bilhões de dólares no mundo inteiro em 2024. 

Com expectativas como essas para o mercado e com a concretização do trabalho e resultados das novas tecnologias de cultivo, o investimento se torna cada vez mais atrativo.

O mais novo estilo da aquicultura (cultivo de peixes, crustáceos, algas ou moluscos) tem ganhado seu espaço na indústria alimentícia e financeira. Chamada de carcinicultura, o cultivo dos camarões é favorecido pelas novas tecnologias de reprodução, pela curta duração do tempo de cultivo, seu preço valorizado no mercado e também pelo clima ameno que ajuda no seu desenvolvimento. 

Segundos os estudos apresentados no começo do ano no painel da  Global Seafood Market Conference (GSMC), a expectativa para a produção mundial de camarão para este ano de 2020 é de 4 milhões de toneladas. Já a produção nacional de camarão vannamei pode chegar a 120 mil toneladas, segundo a Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC).

E a realização dessas expectativas já estão sendo vistas por aqui! Um artigo publicado online pela Notícias e Negócios mostra um crescimento de 11,4% na criação de camarão aqui no Brasil. As comparações feitas para esse estudo são entre os anos de 2017 e 2018, e com relação ao cenário atual de 2020 a porcentagem desse crescimento ganha ainda mais importância. 

Olhando para frente, o negócio parece melhorar a cada ano! De acordo com o artigo da mesma revista financeira, a expectativa é de uma movimentação de 58 bilhões de dólares no mundo inteiro em 2024. 

Com expectativas como essas para o mercado e com a concretização do trabalho e resultados das novas tecnologias de cultivo, o investimento se torna cada vez mais atrativo.